LittleDog – Aprendizagem e Adaptação de Comportamentos

Publicado: 13/09/2010 em A.I, Inteligência Artificial, Robótica, Tecnologia

A revista Robótica Autônoma (Autonomous Robots) tem seu próprio blog, que se destina a levar uma robótica mais complexa, tornando-a mais amigável ao leitor.

Eles também possuem links para artigos de jornal.Se você precisa de um pouco de informação sobre tecnologias modernas e mais complexas. De qualquer forma, lendo alguns posts mais antigos, eu encontrei esses videos do LittleDog exibindo alguns novos comportamentos de aprendizagem.

A melhor solução para desenvolver um robô capaz de se adaptar a novas situações,  após explorar o ambiente ao seu redor, é que as “novas situações”param de acontecer com tanta frequência, ou seja, havendo a compreensão de como é o ambiente onde ele se encontra, fica fácil se locomover. Logo, idealmente, nesse sentido, temos um robô que é capaz de reconhecer uma situação pois já experimentou dela antes, e que aplique essa experiência sem ter que descobrir o que fazer a partir do zero. Pensando nisso, Martin Stolle e Chistopher Atkeson estão desenvolvendo um sistema que permite que o robô primeiro reconheça as características que ele já viu antes (como paredes ou defeitos na superfície) e, sem seguida, acessar uma biblioteca que contém uma sequência de ações que já foram aplicadas com sucesso na sua primeira interação com aquela determinada situação. O robô pode alterar essas ações para aplicá-la à situação atual em vez de ter que calcular uma sequência de ação repetidamente. Essa solução torna o robô mais rápido e eficiente, quando se trata de aprendizagem e comportamento.

Cientistas de grandes instituições e universidades usam o LittleDog para sondar as relações fundamentais entre a aprendizagem motora, controle dinâmico , percepção do ambiente e locomoção em terrenos com falhas geográficas.

O LittleDog é usado no MIT, Stanford, Carnegie Mellon, USC, Universidade da Pensilvânia, como parte de um programa financiado pela DARPA em robótica avançada.

Ele tem quatro pernas, cada uma alimentada por três motores . Os pés são fortemente articulados. O robô é forte o suficiente para se locomover em vários tipos de ambientes. Possui sensores de medida de ângulos articulares. Os programas que rodam no robô são acessados através da Boston Dynamics Robot API. Possui baterias de polímero de lítio que permitem uma locomoção de 30 minutos
As comunicações sem fios e registro de dados operação de suporte remoto e análise de dados. LittleDog desenvolvimento é financiada pela DARPA Information Processing Technology Office.

Para baixar um vídeo de LittleDog em ação, clique aqui

Deixe seu feedback nos comentários, aceito sugestões de novos posts. Até a próxima!

Anúncios
comentários
  1. Luanna disse:

    poo mto bacana esse caozinho xD
    todo nerd tuu!
    aushaushaususahasuh

    bjao!

  2. Lene disse:

    Eu lembro de ter visto alguns vídeos dele, tem um bem bacana que os caras chutam ele, mas ele não caí… ele consegue se equilibrar, eu achei bem interessante. Apesar de grosseiros (no sentido beleza) achei eles bem inteligentes, um robô normalmente esperaria cair pra poder se levantar (isso quando ele tenta e quando ele consegue se levantar). Gostei! 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s